Viver a vida devagar, desligar, apreciar cada detalhe, ver, ouvir e sentir mais. Estes são alguns dos princípios do slow living. Descobre como adotar este estilo de vida.

A vida deve ser saboreada tal como um bom vinho: lentamente. Mas com o ritmo frenético do estilo de vida que acabamos por adotar ao longo do tempo, vemos os dias a passar e nem damos conta que a vida está a andar demasiado rápido. Por uns segundos, põe o mundo em pausa e pensa: aproveitas a vida tal como gostarias?

Se a tua resposta é “não”, então, está na hora de conheceres o movimento slow living e os seus benefícios.

O que é o slow living?

A necessidade de aproveitar o melhor da vida, através de um estilo de vida com mais equilíbrio, paz e sustentabilidade, é cada vez maior. E foi nesse sentido que surgiu o slow living, um estilo de vida que tem ganho seguidores por todo o mundo, fazendo parte da vida e rotina de inúmeras pessoas.

O slow living permite-nos viver uma vida baseada em simplicidade, autenticidade, gratidão, resiliência e no mindfulness. Desafia-nos a sair do modo piloto automático e a fugir ao stress diário do qual nos sentimos prisioneiros.

Quem adota um estilo de vida baseado no slow living sabe que a felicidade está no presente, na partilha, nas pessoas e nas pequenas coisas da vida. A felicidade está em aproveitar uma tarde com a família, num sábado de manhã a fazer surf e no simples saborear de um Casal Garcia. Aprende a viver a vida devagar, em casa, com os amigos ou no trabalho.

Pronto para viver em modo slow?

1. Cuida daquilo que é importante para ti

Já falaste com os teus pais hoje? Há quanto tempo não bebes um copo com os teus amigos? Diz ao teu parceiro o quanto gostas dele. Quem são as pessoas mais importantes da tua vida? Cuidar e trabalhar as relações que nos fazem feliz é fundamental para conseguirmos desfrutar do slow living em pleno.

2. Reduz a tua agenda

Não podes desacelerar o ritmo em que vives, se não há um único espaço livre na tua agenda. Analisa a tua agenda e vê aquilo que podes abdicar de fazer agora, o que fazes por obrigação e as tarefas que podes delegar. Aprende a dizer “não” aos outros e a dizer “sim” a ti próprio. Para isso, podes começar por reservar um espaço em branco na agenda só para ti. Não marques nada, não penses no que queres fazer nesse período de tempo. Quando essa altura chegar, faz o que te vier à cabeça. Nem que seja relaxar ao sabor do teu rosé preferido, aquilo que mais aprecias nos momentos de descontração.

3. Faz uma coisa de cada vez

A sociedade atual obriga-nos a ser multitasking, a desempenhar várias funções ao mesmo tempo. Parece que tudo é urgente, tudo precisa de ser feito no momento. Mas lembra-te: és humano. Apenas as máquinas conseguem fazer várias coisas em simultâneo, sem parar. Dá uma pausa a ti mesmo e quando terminares, faz cada tarefa por ordem de prioridade, de forma consciente e com toda a tua atenção. Este é um dos princípios mais importantes do slow living.

4. Medita

Ainda relacionado com o ponto anterior, a meditação pode ajudar-te a fazer uma pausa, a respirar e a pensar nos momentos mais difíceis, de maior stress e agitação. Se meditar não é contigo, então aproveita o teu tempo livre para ler, ouvir a tua música preferida, fazer exercício ou passear. Aproveita para de conheceres a ti próprio. Vais sentir-te mais calmo e pleno.

5. Acorda cedo e aproveita o dia

Para alguns, esta pode ser a parte mais difícil: acordar cedo. Mas este é o melhor momento para poderes sentir a calma do dia, tomar um bom pequeno-almoço, fazer exercício e depois, sim, começar a trabalhar. Aproveita a primeira hora do dia para estares offline e desligares-te do mundo. É o teu momento!

Morada. Rua da Aveleda nº2
4560-570 Penafiel | Portugal

tel. (+351) 255 718 200 | fax. (+351) 255 711 139
email. info@aveleda.pt

Newsletter